IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Estratégias de recuperação do desempenho muscular no pós-operatório do LCA contralateral: ensaio clínico randomizado.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) têm sido objeto de estudo desde o século IX. Trata-se de um dos comprometimentos mais frequentes e debilitantes da articulação do joelho, que com o crescimento da população interessada na prática esportiva, tende a aumentar consideravelmente. O tratamento da lesão deve levar em conta o tipo de paciente, seu nível de atividade física e as pretensões nesse sentido, podendo ser conservador ou cirúrgico. Historicamente, a cirurgia era utilizada primariamente em atletas que desejavam retornar ao nível de atividade anterior à lesão. Nas últimas décadas, como resultado da melhora na técnica cirúrgica e propedêutica de reabilitação, passou a ser indicado para diferentes populações. Objetivo: O presente trabalho teve por objetivo verificar se a utilização do exercício resistido isotônico unilateral é mais efetiva que a forma bilateral para se obter o maior nível de simetria do desempenho muscular entre os membros doador e receptor na fase pós-operatória do tratamento fisioterapêutico do LCA contralateral. Métodos: Foi realizado um ensaio clínico randomizado, cego, com 88 pacientes divididos em Grupos Controle (N=44) e Intervenção (N=44). Eram de ambos os gêneros, praticantes de esportes em nível recreacional e encontravam-se ao final do 3° mês de tratamento pós-operatório. A intervenção foi feita por meio da submissão dos grupos a um programa de oito semanas de exercícios resistidos. O Grupo Controle foi mantido conforme a metodologia convencional, onde são realizados exercícios bilaterais. Para o Grupo Intervenção foi adotada uma conduta alternativa, com a realização de exercícios unilaterais para o membro doador - segmento com maior deficiência. Anteriormente e ao final do período de intervenção todos foram avaliados quanto à presença de sinais inflamatórios, amplitude de movimento, estabilidade articular objetiva (KT-1000TM), desempenho muscular (Pico de torque e Relação isquiotibiais/quadríceps à 60°/s no dinamômetro isocinético), funcionalidade objetiva (Single Leg Hop Test e Y Balance Test) e subjetiva (Questionário de Lysholm e Escala de Atividades de Vida Diária). Resultados: Os resultados encontrados demostraram que ambos os grupos de pesquisa evoluíram de forma significativa com a intervenção, porém houve a predominância do grupo intervenção (unilateral), em relação ao grupo controle (bilateral). Conclusões: Concluiu-se a utilização do exercício resistido isotônico unilateral é mais efetiva que a forma bilateral para se obter o maior nível de simetria do desempenho muscular entre os membros doador e receptor na fase pós-operatória do tratamento fisioterapêutico do LCA contralateral.

Palavras-chave (máximo 3)

Ligamento cruzado anterior, treinamento de resistência, traumatismos em atletas.

Área

Tratamento

Autores

Marcio Oliveira Oliveira, Maria Stella Peccin, Aline Mizusaki, Paulo Lobo, José Humberto Souza Borges, Pedro Nunes