IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Laser de baixa potência como tratamento da fadigado bíceps braquial de atletas de voleibol: Revisão Sistemática.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

INTRODUÇÃO: O vôlei é um esporte caracterizado pelo alto nível de ações motoras, principalmente durante os treinamentos.Com isso uma sobrecarga tanto mecânica quando biológica aplicada aos tecidos favorece a ocorrência de lesões, especialmente em membros superiores. O laser tem o intuito de auxiliar na recuperaçãodos tecidos biológicos e abrandar os efeitos da fadiga muscular, o que contribui com o desempenho desses atletas.OBJETIVO: Observar os efeitos do laser de baixa frequênciana melhora do desempenho do músculo bíceps braquial de atletas de voleibol. METODOLOGIA: Trata-se de uma revisão sistemática de literatura, realizada nas bases de dados eletrônicas: ScientificElectronic Library Online (SciELO) eNational Library of Medicine(PubMed), no período de março a junho de 2019. Adotou-se como critérios de inclusão artigos escritos em inglês e português, com disponibilidade de texto completo em suporte eletrônico, publicados em periódicos nacionais e internacionais; e exclusão consistia de teses, capítulos de livros, anais de congressos ou conferências, relatórios técnicos e científicos e editoriais com opiniões de especialistas. As estratégias de busca foram elaboradas utilizando os descritores: laserterapia, tratamento, atletas de vôlei.RESULTADOS E DISCUSÕES: Avaliou-se com o presente estudo apenas um artigo que se mostrou relevante para a pesquisa.Trata-se um estudo randomizado e duplo-cego, com 19 atletas de voleibol de ambos os sexos submetidos a eletromiografia do músculo bíceps braquial no exercício isométrico de flexão de cotovelo antes e após uma aplicação de laser terapêutico (grupo ativo e grupo placebo), o qual não evidenciou interação significativa entre os grupos. CONCLUSÃO: Pôde-se contatar por esta revisão que uma única aplicação de laser de baixa potência não foi suficiente para produzir efeitos positivos no desempenho de força e no sinal eletromiográfico do músculo bíceps braquial de atletas de voleibol.

Palavras-chave (máximo 3)

laserterapia; tratamento; atletas de voleibol.

Área

Tratamento

Autores

Francimara Magalhães de Oliveira, Eunália de Freitas Rodrigues, Juliana Maria de Freitas, Thaelly Linhares Aragão Coelho, Jacyara Lopes Cavalcanti, Kedmo Tadeu Nunes Lira