IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

VALIDAÇÃO E REPRODUTIBILIDADE DA MENSURAÇÃO EM DOIS MÉTODOS DIFERENTES DO TESTE Y DE ESTABILIDADE DOS MEMBROS INFERIORES: ESTUDO PRELIMINAR

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: Um dos testes mais usados para avaliar a estabilidade dos membros inferiores é o Lower Quarter Y-Balance Test (LQYBT), de fácil execução, é utilizado para estratificar riscos de lesões. Este teste vem sendo utilizado nas mais diversas modalidades esportivas, nas diversas populações ativas, como critério de alta, predição de lesões nos esportes e como critério de retorno ao esporte. A busca por facilitar o processo de avalição e torna-la mais dinâmica e fidedigna faz com que novos modelos e equipamentos sejam propostos. Para a realização do Teste Y de estabilidade dos membros inferiores já temos reportados equipamentos de madeira, em canos de PVC, com fita métrica e com tapetes funcionais. Objetivo: Validar e testar a reprodutibilidade de um tapete métrico para melhor instrumentalização do teste Y de estabilidade dos membros inferiores. Métodos: Vinte (26) alunos do Instituto Federal do Rio de Janeiro, campus Realengo, com idades entre 18 e 39 anos participaram desse estudo. Cada participante recebeu uma numeração específica e era necessário que o mesmo retornasse na semana seguinte. Foi realizado o YBT com o uso da fita métrica (padrão ouro) e com o tapete. Na primeira semana, o voluntário iniciava o teste na fita e logo após realizava o teste no tapete; já na outra semana, inverteu-se esse sequência. As variáveis mensuradas, em centímetros foram: comprimento dos MMII; as três direções de cada deslocamento no YBT padrão ouro e no tapete, nas duas semanas. Resultados: Durante o estudo piloto já foram avaliados 26 participantes através do teste-reteste. Foi realizado o teste de t pareado para comparação entre as metodologias de mensuração dos alcances dos membros inferiores (anterior, póstero-medial e póstero-lateral). Em todas as análises estatística o teste t confirma a hipótese nula (p>0,05), ou seja, não há diferença entre os métodos de medida. Ao realizar a medida de reprodutibilidade de Bland-Altman para um intervalo de confiança de 95%, os resultados mostraram correlação e concordância. Conclusão: os dados preliminares mostram que há correlação, concordância e reprodutibilidade entre os dois métodos, entretanto a continuidade da coleta de dados deve ser prioridade para que se possa ter uma conclusão mais consubstanciada.

Palavras-chave (máximo 3)

Fisioterapia Esportiva; Retorno ao esporte; Prevenção

Área

Retorno ao Esporte

Autores

Andreza Aguiar Santos, Karina Barros Souza Cardoso, Henrique Junior, Roseane Lima Ribeiro, Juliana Cossich Trindade Alves , FÁBIO LUIS FEITOSA FONSECA