IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Fatores associados à lesão em bailarinos clássicos

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: O ballet clássico é uma demonstração de habilidade física que une a arte ao esporte. Esse estilo de dança exige movimentos excessivos, com uma alta precisão e requer características essenciais como continuidade, flexibilidade e expressão corporal, além de posições antianatômicas que estressam o sistema musculoesquelético. Para que o bailarino alcance o desempenho desejado, ele é exposto à horas de treinamento físico rigoroso. Toda essa carga de trabalho favorece a ocorrência de lesões, que muitas vezes não recebem a atenção e o tratamento que deveriam. Objetivos: Esse estudo tem como objetivo descrever os principais fatores associados às lesões em bailarinos e verificar as regiões do corpo mais frequentemente afetadas, a fim de que, por meio do conhecimento prévio desses fatores de risco, seja possível minimizar a ocorrência de lesões e auxiliar profissionais de dança. Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática, realizada nas bases de dados BVS, PubMed, Science Direct e Scielo. Foram utilizados os descritores “Lesão”, “Dança” e “Bailarinos”. A seleção dos materiais foi feita a partir da leitura dos títulos e resumos e, posteriormente, a leitura dos artigos completos. Como critérios de inclusão foram utilizados os artigos que abordam o ballet clássico e seus fatores de risco, em língua portuguesa e inglesa, publicados entre 2009 e 2019. Os critérios de exclusão foram as revisões de literatura e os relatos de caso. Resultados: Foram selecionados 11 artigos, dentre os 39 encontrados, de caráter transversal e longitudinal, que atendiam aos critérios de inclusão. Após análise dos artigos, constatou-se que lesões articulares e musculares são as mais comuns em bailarinos clássicos, sendo a entorse, a lombalgia, e a tendinite as principais. As áreas do corpo mais afetadas são tornozelo/pé, seguidos da perna (canela e panturrilha), joelho, ombro e tronco/quadril. Na maior parte dessas lesões os dançarinos precisaram se ausentar dos treinos. Dentre os principais fatores associados à essas lesões, estão o treinamento excessivo, a inconsistência das superfícies de dança, o tempo de experiência no ballet e movimentos específicos dessa modalidade de dança, como os saltos e a posição clássica que exige uma rotação externa do membro inferior. Conclusão: Os bailarinos estão expostos a lesões devido às sobrecargas que a própria dinâmica da profissão impõe, como os saltos e tempo de treinamento, além das características do ambiente no qual atuam. Essas lesões afetam principalmente tornozelo/pé, que além de frequentemente poderem impossibilitar a prática, muitas vezes são ignoradas pelos bailarinos que continuam as atividades do ballet sem a devida recuperação. Diante do exposto, sugere-se o acompanhamento dos bailarinos por fisioterapeutas, visando a prevenção de lesões e tratamento das mesmas. Assim como a melhoria das pistas de dança para que apresentem propriedades de redução de força e demais estruturas adequadas para minimizar o risco.

Palavras-chave (máximo 3)

Dança. Lesão. Fator de risco.

Área

Epidemiologia

Autores

Clarice Portela Fonsêca, Alyssa Ellen Peixoto Vidal, Allana Santos Silva, Liz Stefany Moreira Santos, Crisley Aiala Souza de Novais, Maria Dida Silva Pestana