IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Correlações entre a resistência dos músculos glúteo médio e glúteo máximo e o desempenho no alcance funcional em atletas de futebol

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: Na prática do futebol são requisitadas ações como impulsões, dribles, chutes e saltos, que demandam de adequada funcionalidade muscular do membro inferior. Em especial, a musculatura glútea é de grande importância para manutenção da postura ereta, além de ser essencial para a propulsão do corpo. Sendo assim, é necessário avaliar a funcionalidade dos músculos que compõem este grupo. De forma isolada, o teste de função muscular é capaz de avaliar a resistência dos músculos glúteo máximo e médio, a partir da realização do máximo de repetições de sua ação específica, até que o músculo entre em fadiga. Também existem testes de estabilidade dinâmica, como o Y Balance Test, que é considerado eficiente e clinicamente aplicável para fornecer uma avaliação acurada do controle neuromuscular e do alcance dos membros inferiores. Entretanto, não há estudos relacionando essas variáveis de desempenho. Objetivo: Verificar se existe correlação entre a resistência do glúteo médio e do glúteo máximo e o desempenho no alcance funcional de atletas futebolistas. Métodos: Participaram do estudo 27 jogadores de futebol, do sexo masculino, categoria profissional (22,96±4,33 anos, 76,41±8,18 kg, 1,78±0,07 m, e tempo de prática no esporte de 5,48±4,64anos). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (3.307.259/2019). Inicialmente os atletas realizaram a avaliação de alcance funcional pelo Y balance test, em três direções (anterior - A, póstero-lateral – PL e póstero-medial - PM). O atleta realizava o máximo alcance em apoio unipodal com ambos os membros inferiores, sendo este alcance medido pelo avaliador. O alcance foi repetido três vezes em cada direção e em cada membro, sendo utilizada a média dos alcances para análise. Em seguida, foram realizados os testes de função muscular do glúteo médio e do glúteo máximo, até a exaustão, em uma única tentativa. A ordem de avaliação dos membros inferiores foi aleatorizada por sorteio simples. A análise dos dados foi realizada por meio do teste de correlação produto-momento de Pearson, com α=5%. Resultados: Foi identificada correlação fraca a moderada apenas entre a resistência muscular do glúteo médio esquerdo e o alcance póstero-lateral esquerdo (R=0,39, p=0,05) indicando que quanto maior a força muscular do glúteo médio, maior o alcance funcional. Para as demais situações, não foi identificada correlação significativa. Conclusão: Não há correlação relevante entre a resistência muscular de glúteo médio e máximo com o alcance funcional do membro inferior.

Palavras-chave (máximo 3)

futebol, força muscular e desempenho funcional.

Área

Biomecânica

Autores

Isadora Vasconcelos Leão, Fernando David Oliveira Silva Souza, Bruno Kenji Faciroli Fukuhara, Victor Silva Alves, Daniel Ferreira Moreira Lobato