IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Reabilitação funcional em corredores

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: O treinamento ou reabilitação funcional tem como objetivo principal não somente tratar a consequência da lesão, mas a sua causa, tornando-se eficaz no desempenho esportivo, e na melhora da funcionalidade do atleta. O objetivo deste estudo foi verificar a eficácia da reabilitação funcional em uma equipe de corredores na cidade de Caçador-SC. Métodos: Constitui-se de um estudo do tipo experimental, aprovado pelo comitê de ética. A amostra foi composta por 8 atletas, do sexo masculino ,com média de idade de 18,4(±3,2) anos, média de treino semanal de 1,6(±0,9) horas, 5,6(±0,9) dias da semana, sendo selecionados por amostragem de conveniência. Os atletas foram divididos em GTF- Grupo Treinamento Funcional (4) e GC- Grupo Controle (4). Todos foram submetidos à avaliação completa do Functional Movement Screen(FMS) , teste dedo ao solo, banco de wells e teste da prancha frontal no pré e pós tratamento. O protocolo de reabilitação funcional totalizou 30 sessões, aplicado duas vezes por semana com duração de 50 minutos, composto por: liberação miofascial, exercícios de mobilidade articular de quadril e tornozelo, estabilidade do CORE e alongamentos de membros inferiores. Os dados foram demonstrados através da análise descritiva e aplicado Teste “t” pareado, em função da normalidade dos dados, considerando p<0,05. Resultados: Após a intervenção os corredores do Grupo Treinamento Funcional apresentaram um ganho de 5,4 cm de flexibilidade no teste dedos ao solo no Grupo Treinamento Funcional , aumento de 6,1cm no teste banco de wells e um aumento de 106,8 segundos no tempo de manutenção da prancha frontal. Já o Grupo controle apresentou uma diminuição de 1,2cm , redução de 1,4cm no teste do banco de Wells e um aumento de apenas de 3 segundos no teste de manutenção da prancha frontal. Na pontuação final da avaliação do FMS, o GTF obteve um ganho de 7 pontos. Encontramos resultados significativos com p<0,05 apenas para a avaliação FMS. Conclusão: Conclui-se que a reabilitação funcional foi eficaz na melhora da funcionalidade esportiva dos atletas corredores de alto rendimento.

Palavras-chave (máximo 3)

Corredores ; Reabilitação funcional ; Fisioterapia

Área

Tratamento

Autores

DANIELA dos Santos, Kerolaine Langer Santos Eloi, Cristianne Confessor Castilho Lopes