IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Reabilitação de atletas após concussão cerebral relacionada ao esporte: revisão sistemática.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: Concussão é definida como uma perturbação transitória induzida traumaticamente da função cerebral e envolve um processo fisiopatológico complexo. Também, conhecida como lesão cerebral traumática leve que é geralmente autolimitada e no final menos grave do espectro de lesão cerebral. Estima-se que até 3,8 milhões de concussões ocorrem nos EUA por ano durante esportes competitivos e atividades recreativas; no entanto, até 50% das concussões podem não ser relatadas. Ocorrem concussões em todos os esportes com maior incidência em futebol, hóquei, rugby, e basquete. Uma história de concussão está associada a um maior risco de sofrer outra concussão. Certos esportes, posições e estilos individuais de jogo têm um risco maior. Transtornos de humor pré-lesão, transtornos de aprendizagem, transtornos de déficit de atenção (ADD / ADHD) e enxaqueca complicam o diagnóstico e o gerenciamento de uma concussão (Harmon, et al. 2013). Objetivo: Verificar na literatura os métodos de reabilitação em atletas que sofreram concussão cerebral. Métodos: Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados, BIREME, COCHRANE Central Register de Ensaios Controlados (OVID), LILACS, PEDRO, PUBMED e SCIELO, com os seguintes descritores “Rehabilitation and Athletes and Brain Concussion” em junho de 2019 nos idiomas inglês, português e espanhol, com a finalidade de encontrar artigos relacionados a reabilitação após concussão cerebral relacionada ao esporte. Os seguintes critérios de inclusão foram aplicados: pesquisa original, atletas diagnosticados com concussão cerebral e que evidenciavam métodos de tratamento/reabilitação de atletas que sofreram este tipo de lesão. Excluíram-se revisões sistemáticas e artigos no qual não se enquadravam com o objetivo do trabalho. Resultados: Inicialmente encontraram-se um total de 268 artigos, onde foram aplicados os critérios de inclusão e exclusão, restando apenas 9 ensaios clínicos randomizados, como resultado incluíram repouso, reabilitação cervical e vestibular, exercícios aeróbicos e cuidados multidisciplinares. A concussão é uma das ocorrências que mais causam afastamento das atividades do atleta e a reabilitação demonstrou resultados positivos na diminuição da ansiedade, nas perturbações do sono e estresse psicológico, possibilitando ao esportista o retorno gradual às suas atividades. Conclusão: Após a leitura dos artigos selecionados, conclui-se que a atuação em atletas que sofreram concussão deve ser multidisciplinar e a intervenção deve conter orientações ao atleta, repouso físico e cognitivo, questões como o tempo ainda não são claras, exercícios aeróbicos e de resistência e treino do esporte necessitam de melhores estudos, e reabilitação cervical e vestibular devem ser aplicadas a achados clínicos.

Palavras-chave (máximo 3)

Rehabilitation; Athletes; Brain Concussion

Área

Tratamento

Autores

Leonardo Barros da Costa e Costa, Erielson dos Santos Bossini, Ana Luiza Silva Soares, Aymee Lobato Brito, Luan Wictor Nunes Rocha, Nazaré Cristina Peixoto Lima