IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PREVALÊNCIA DE LESÕES MÚSCULO ESQUELÉTICAS EM IDOSOS PRATICANTES BRASILEIROS DE CROSSFIT.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: O Crossfit é uma modalidade de condicionamento extremo do sistema músculo-esquelético caracterizado por atividades que envolvem movimentos funcionais, exercícios de fortalecimento muscular, aeróbicos que evoluem conforme o padrão de execução, agilidade e coordenação. Modalidades de treinamento de alta intensidade como o Crossfit são indicadas com o objetivo de melhoria da saúde e da qualidade de vida, entretanto geram preocupação acerca do risco de lesões músculo esqueléticas, principalmente em indivíduos acima dos 50 anos. Objetivos: Identificar o perfil de lesão musculoesquelética em praticantes de Crossfit acima de 50 anos. Métodos: A coleta dos dados ocorreu de setembro de 2018 a fevereiro de 2019 com 5.190 praticantes em todo território nacional após a aprovação do Comitê de Ética pela Universidade Estadual De São Paulo (UNESP Botucatu). Foram solicitadas informações por meio de inquérito on-line através da plataforma digital surveymonkey.com relacionadas a dados pessoais e antropométricos como idade, massa corporal e estatura, categoria do praticante de Crossfit, tempo de prática, frequência semanal, local de acometimento anatômico, gesto esportivo do Crossfit que levou o praticante à lesão. Estatística descritiva foi utilizada para identificar a frequência das respostas. Resultados: Quarenta e quatro praticantes preencheram corretamente o questionário, sendo homens 45% (20)

homens e 45% mulheres (24), com idade média de 55± 5 anos, massa corporal de 73,37±15 kg e estatura de 169,63 ±11,02. (cm). Cerca de 32% (14) praticam outro esporte; 39% participam de competições de Crossfit e 43% (19) tiveram alguma lesão durante a prática do Crossfit, sendo que 11% identificaram o Box Jump e 7% o Snatch como os gestos mais lesivos. Ombros (18%), Joelhos (7%) e coxa (5%) foram os locais mais acometidos nesta população. Conclusão: Os os movimentos Box Jump e Snatch são os principais gestos que levam às queixas músculo esqueléticas em ombro, joelhos e coxa. Estas informações são importantes para se adotar medidas preventivas

Palavras-chave (máximo 3)

EXERCÍCIO; IDOSOS; ATIVIDADE FÍSICA.

Área

Epidemiologia

Autores

Guilherme Teixeira Souza, Bruno Leonardo Grüninger, Marina Sallum Barusso Grüninger, Arivan Oliveira Gomes, Luciana De Michelis Mendonça, Leonardo Luiz Barretti Secchi