IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Comparação do desempenho funcional do ombro de atletas universitários de modalidades esportivas de predomínio de membro superior e de predomínio de membro inferior

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: Tendo em vista que o desenvolvimento das qualidades físicas é específico e relacionado diretamente à demanda esportiva, espera-se que atletas de esportes cujos gestos exijam maior potência e habilidade em membros superiores apresentem melhor desempenho em testes direcionados à avaliação da funcionalidade desse segmento corporal. Como o Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (CKCUEST) é um teste funcional do ombro de baixo custo que pode ser considerado um resultado complementar e objetivo para a avaliação da performance do ombro, o desempenho dos atletas nesse teste poderia diferenciá-los de acordo com a característica do esporte. Objetivo: Comparar o desempenho no teste CKCUEST de atletas de modalidades esportivas com predomínio de gestos de membros superiores com atletas de modalidades com predomínio de gestos de membros inferiores. Métodos: O estudo é do tipo experimental e transversal. A amostra foi constituída de 53 atletas universitários, de ambos os sexos, com idade entre 17 e 38 anos (22,6±4,3 anos; 72,7±13 kg; 1,752±0,12 m), divididos em grupo de esporte de membro superior: voleibol (10), basquetebol (12) e handebol (5); grupo esporte membro inferior: futsal (16) e atletismo corrida (8). Nas avaliações pré-temporada, foi aplicado o CKCUEST, utilizando para análise o número de toques válidos ao longo de 15 segundos, o número de toques normalizado e a potência atingida no teste. O Teste T de Student independente foi aplicado para comparação entre os grupos. Todos os testes foram realizados no software Statistical Package for Social Science for Windows (SPSS) versão 20.0 e o nível de significância adotado foi de 0,05. Resultados: Ao analisar os toques válidos ao longo de 15 segundos não foi encontrada diferença significativa (p=0,227) no número de toques entre os atletas do Grupo Membro Superior (27,89±6,46) e os atletas do Grupo Membro Inferior (29,86±4,33). Quanto à comparação da potência, também não foram encontradas diferenças significativas (p=0,181) entre o Grupo Membro Superior (97,75±22,93) e o grupo membro inferior (99,10±22,10). Conclusões: Atletas de modalidades esportivas com predomínio de gestos de membros superiores não apresentam melhor desempenho no CKCUEST quando comparados aos atletas de modalidades esportivas com predomínio de gestos de membros inferiores.

Palavras-chave (máximo 3)

Exercício; Desempenho Atlético; Potência;

Área

Prevenção

Autores

Isadora Andrade Pizzato, Isadora Andrade Pizzato, Werner Kosinski de Oliveira Saraiva, Werner Kosinski de Oliveira Saraiva, Laura Alberti Zandavalli, Laura Alberti Zandavalli, Vithória Messa de Borba, Vithória Messa de Borba, Natanael Dahm Machado, Natanael Dahm Machado, Cláudia Silveira Lima, Cláudia Silveira Lima