IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação funcional dos músculos do CORE em atletas de goalball

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: A modalidade esportiva de goalball foi criada em 1946, para jogadores com deficiência visual (DV). A DV implica no comprometimento de atividades básicas envolvendo a compreensão da orientação, percepção corporal e aprendizagem. O esporte é uma das condições que, além de contribuir para a melhora de aptidão e capacidades físicas, permite também melhorar habilidades psicomotoras em pessoas com DV. Os músculos do CORE são responsáveis por dar suporte e estabilidade para a região lombar-pélvica, proporcionando a base para os movimentos dos membros superiores e inferiores, além de estar relacionado com desenvolvimento de força, manutenção do equilíbrio e melhora de coordenação durante os movimentos.
Neste sentido é importante ressaltar a ausência de estudos em relação a essas condições em atletas de goalball. Objetivo: O presente estudo buscou avaliar a função dos músculos do CORE em atletas de goalball, em relação aos valores de referência com base na literatura. Metodologia: Fizeram parte da amostra 09 atletas de goalball (07 homens e 02 mulheres), sendo 07 com classificação funcional B1 e 02 com classificação funcional B2, vinculados ao Instituto de Cegos do Brasil Central (ICBC) – em Uberaba/MG, onde foram realizadas as avaliações, com idade de 40,44±10,03 anos, estatura de 1,65±0,04m, massa corporal de 78,78±13,12kg, tempo de prática esportiva de 116,89±98,73 meses, e carga horária semanal de treino 386,67±125,90 minutos. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (2.175.927/2017). Foram realizados três testes de desempenho funcional: sit-up test (SU), back-lift test (BL) e prancha ventral (PV), respectivamente. Os dados coletados para os testes SU e BL foram em números das repetições para cada um dos voluntários e o teste de PV foi cronometrado pelo tempo. Antes de cada teste foi realizada uma familiarização e, para cada teste, somente uma tentativa era válida. Os dados foram analisados, de forma comparativa, a dados existentes na literatura, para atletas com e sem DV. Resultados: Em relação ao teste SU, foram observados resultados satisfatórios (28,56±14,37 rep) quando comparados a outros estudos em atletas com DV. Em relação aos testes BL (25,56±11,91 rep) e PV (70,89±38,12 s), constatou-se que o desempenho dos atletas foi fraco e/ou abaixo dos valores de normalidade, para populações de atletas sem DV. Conclusão: Diante da literatura de referência, os atletas de goalball apresentaram bom desempenho funcional nos testes de avaliação do CORE, quando comparados ao mesmo perfil amostral, porém com desempenho inferior, quando comparados com atletas sem DV.

Palavras-chave (máximo 3)

Palavras chaves: Deficiência visual, desempenho funcional, músculos abdominais

Área

Biomecânica

Autores

Ana Isabela Teruyu, Thiago Moisés Queiroz, Nuno Miguel Lopes de Oliveira, Suraya Gomes Novais Shimano, Rafaela Grassmann Thomazinho, Daniel Ferreira Moreira Lobato