IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Fortalecimento muscular do complexo posterolateral versus anteromedial do quadril em pacientes com síndrome da dor patelofemoral: um ensaio controlado aleatorizado.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: A dor patelofemoral (DPF) é caracterizada por uma queixa dolorosa insidiosa e difusa na região anterior do joelho (face medial da patela, peripatelar e/ou retropatelar). Reproduzida em atividades que aumentam as forças compressivas nessa área, como: correr, subir e descer escadas, saltar, agachar e ficar sentado por tempo prolongado. O fortalecimento do complexo posterolateral do quadril (CPLQ) em adição ao fortalecimento do quadríceps apresentam resultados positivos na diminuição da dor e melhora da função, entretanto não há estudos verificando os efeitos da adição de fortalecimento da musculatura antagonista, os flexores, adutores e rotadores mediais do quadril denominada de complexo anteromedial do quadril (CAMQ), portanto não é possível determinar se esse fenômeno ocorre pelo efeito adicional do fortalecimento do CPLQ ou pela adição de mais exercícios ao protocolo de fortalecimento. Objetivos: Comparar a eficácia do fortalecimento do CPLQ com o CAMQ, associados ao fortalecimento do quadríceps para a redução da dor e melhora da capacidade funcional em pacientes com DPF. Métodos: Ensaio controlado aleatorizado com avaliador cego, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará (UFC) com o parecer (2.055.614) e registrado no Clinicaltrial.gov: (NCT03163290). Conduzido no laboratório de análise do movimento humano da UFC no período de abril de 2017 a outubro de 2018. Participantes do sexo feminino (N = 52) com idade entre 18 a 35 anos com queixa de DPF nos últimos 3 meses e Escala Numérica da Dor (END) de no mínimo 3 pontos na última semana foram distribuídos em dois grupos de fortalecimento: (CPLQ) ou (CAMQ), realizando por 6 semanas, um protocolo com 2 exercícios de fortalecimento muscular para joelho, comum aos dois grupos, mais 3 exercícios de fortalecimento específico para cada grupo. Dor e capacidade funcional foram coletados através da END e Escala de Dor Anterior do Joelho (EDAJ), no baseline, seis semanas e seis meses após a intervenção. Para a análise dos desfechos utilizamos modelos lineares mistos com os princípios da intenção de tratar. Resultados: No baseline os dois grupos apresentaram homogeneidade para as variáveis antropométricas e clínicas. Os grupos não apresentaram diferenças significativas após intervenções para dor após seis semanas (P = 0,37) e após seis meses (P = 0,63). O mesmo ocorreu para capacidade funcional em seis semanas (P = 0,64) e seis meses (P = 0,53). Conclusão: O fortalecimento do complexo anteromedial do quadril apresenta os mesmos resultados ao fortalecimento do complexo posterolateral nos desfechos de dor e capacidade funcional em indivíduos com DPF.

Palavras-chave (máximo 3)

Síndrome da dor patelofemoral; Articulação patelofemoral; Joelho

Área

Tratamento

Autores

Carlos Augusto Silva Rodrigues, Helena Larissa das Neves Rodrigues, Bruno Augusto Lima Coelho, Pedro Olavo de Paula Lima, Gabriel Peixoto Leão Almeida